ana_cristina_haja_manha.jpg
celeste_martins_cais_da_gilao.jpg
ruben-silva-acordar-na-gilao.jpg
fernando_jose_coliseu_da_musica.jpg
jorge_sampaio_do_lado_de_ca.jpg
sergio_goncalves_ontem_hoje_do_fado.jpg
lilia_martins_clube_magico.jpg

É verdade que posso não sair impune das infracções de trânsito cometidas na Europa?

Versão para impressão PDF

DECO - Delegação Regional do AlgarveCONSULTÓRIO DO CONSUMIDOR / DECO
“É verdade que posso não sair impune das infracções de trânsito cometidas na Europa?”

A DECO INFORMA… 

Entrou finalmente em vigor a lei que estabelece os princípios e regras que permitem o intercâmbio transfronteiriço de informações sobre infrações rodoviárias entre os Estados-membros da União Europeia. A transposição da directiva comunitária, visa, pois, facilitar a identificação e posterior notificação do titular do veículo envolvido na infracção.

Assim, agora, a prática de infracções num dos países da U.E. com utilização de veículo matriculado num Estado-membro distinto pode dar direito a penalização.

A troca de dados sobre os veículos e respectivos proprietários é feita através da aplicação informática Sistema Europeu de Informação sobre Veículos e Cartas de Condução (Eucaris), cuja responsabilidade, em Portugal, pertence ao Instituto dos Registos e do Notariado.

Concretamente, são as seguintes as infrações podem originar um pedido de informação:

• Excesso de velocidade.
• Condução sob a influência de álcool, drogas ou substâncias psicotrópicas.
• Não utilização do cinto de segurança e de sistemas de retenção obrigatórios para crianças.
• Desrespeito pela obrigação de parar imposta pela luz vermelha de regulação de trânsito ou num sinal de "stop".
• Circulação em vias proibidas.
• Não utilização ou utilização incorreta de capacete de segurança.
• Utilização indevida de telemóvel ou de outros dispositivos de comunicação durante a condução.

Apenas o Reino Unido, a República da Irlanda e a Dinamarca não participaram na adopção da diretiva comunitária, não ficando a ela vinculados nem sujeitos à sua aplicação.

A directiva não tem como finalidade a harmonização da legislação das infracções rodoviárias dos Estados-membros, por forma a que à mesma infração corresponda a mesma multa, pretendendo-se, antes, a identificação dos transgressores e respectivas punições nos seus países.

DECO-Delegação Regional do Algarve

Emissão em Directo (player 1)

Emissão em Directo (player 2)

Facebook Rádio Gilão

Contacte-nos

Largo de Santa Ana nº 1 - Tavira

 

8800-701 TAVIRA

 

Tel: +351 281 320 240

 

Fax: +351 281 325 523

 

Email: radiogilao@net.vodafone.pt

Siga-nos

facebook twitter instagram
youtube linkedin

Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiência como utilizador. Para saber mais sobre os cookies que usamos e como apaga-los, consulte nossa Politica de cookies.

Aceitar cookies deste site.