ana_cristina_haja_manha.jpg
celeste_martins_cais_da_gilao.jpg
ruben-silva-acordar-na-gilao.jpg
fernando_jose_coliseu_da_musica.jpg
jorge_sampaio_do_lado_de_ca.jpg
sergio_goncalves_ontem_hoje_do_fado.jpg
lilia_martins_clube_magico.jpg

Ouvi falar de novas regras nos rótulos dos alimentos. De que se trata?

Versão para impressão PDF

DECO - Delegação Regional do AlgarveCONSULTÓRIO DO CONSUMIDOR / DECO
"Ouvi falar de novas regras nos rótulos dos alimentos. De que se trata?”
 

A DECO INFORMA… 

A Comissão Europeia aprovou a lista de alegações nutricionais e de saúde, mensagens que sublinham um benefício resultante do consumo de certo alimento.

Este regulamento pretendeu impor ordem na exaltação das propriedades dos alimentos, de que os fabricantes abusavam a seu bel-prazer.

A lei segue uma linha de orientação bem precisa: permite apenas alegações comprovadas pela ciência, de modo a evitar mensagens enganosas para o consumidor.
 
"A vitamina A contribui para o funcionamento normal do sistema imunitário" e "o cálcio é necessário para a manutenção dos ossos e dos dentes" são exemplos das alegações de saúde mais recentemente autorizadas.

O legislador também pretendia que estas alegações se restringissem a alimentos nutricionalmente interessantes, pelo que previu a fixação dos chamados perfis nutricionais até Janeiro de 2009.

Estes deveriam definir os critérios a respeitar pelos alimentos para poderem ostentar alegações nutricionais ou de saúde. Já passaram cinco anos e a Comissão Europeia ainda não definiu os perfis dos alimentos em que podem ser usadas. Urge definir estes perfis, para garantir que apenas os produtos nutricionalmente interessantes possam exibir as alegações nos rótulos.

A Comissão Europeia deve acelerar também os pareceres sobre as alegações a usar em produtos com substâncias à base de plantas, para evitar que cada fabricante prometa o que bem entende.

As alegações autorizadas e não autorizadas constam no Registo Europeu, no sítio da Comissão Europeia (http.//eu.europa.eu//nuhclaims), em inglês. A tradução para a nossa língua é indispensável para permitir a informação a todos os portugueses.

A lei é aplicável desde Junho, mas alguns fabricantes teimam em alegações não autorizadas. É precisa uma fiscalização eficaz da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica.

DECO-Delegação Regional do Algarve

Emissão em Directo (player 1)

Emissão em Directo (player 2)

Facebook Rádio Gilão

Contacte-nos

Largo de Santa Ana nº 1 - Tavira

 

8800-701 TAVIRA

 

Tel: +351 281 320 240

 

Fax: +351 281 325 523

 

Email: radiogilao@net.vodafone.pt

Siga-nos

facebook twitter instagram
youtube linkedin

Utilizamos cookies no nosso website para melhorar o desempenho e a sua experiência como utilizador. Para saber mais sobre os cookies que usamos e como apaga-los, consulte nossa Politica de cookies.

Aceitar cookies deste site.